Nostalgia.

São tantas coisas que temos que lidar, não importa o tempo, seja muito ou pouco, sempre haverá afazeres. Alguns podem falar que é resultado da nossa geração: z,y,w,etc… Que não desliga, faz tudo ao mesmo tempo, e em segundos tem as respostas nas mãos. É fato, que se o tempo fosse outro, estaria pensando em arrumar mais tempo para ler ou mexer em algumas sucatas por aí. As vezes fico cansado e tenho muitas razões para sumir do mundo, contar umas histórias, vender algumas artes e se preocupar pelo menos uma vez na vida com a saúde do planeta. Mas não o faço, e não é por falta de coragem, pois essa eu tenho de sobra. É por vontade de ficar, em ver as crianças crescerem, o bairro prosperar, meus pais se achegarem mais perto, os amigos mais antigos voltarem e ter os seus filhos me chamando de tio. Nossa, são muitas coisas que eu quero, mas o dinheiro não pode comprar, e não sei nem mensurar em palavras, lamento. Mas espero, que nessa pequena tentativa, você sinta a nostalgia que eu senti ao escrever cada palavra deste texto. E comece aproveitar melhor esses momentos, esses cansaços, e essas oportunidades que a vida nos dá. Talvez, em algumas delas eu encontre você: a tia dos filhos dos meus amigos, a cunhada dos meus irmãos,  a nora da minha mãe, e a razão por trás de tudo que me trouxe até aqui, e me fez ser quem eu sou hoje.

Anúncios
Nostalgia.

A vida é um negócio.

merger-puzzle-mainA vida é um negócio muito lucrativo, pois é impossível haver um lado mais vantajoso do que o outro. Você pode me dizer que eu estou errado, mas quero que você pare e pense sobre sua vida, e seja sincero com você mesmo, e aponte aonde você está: Vendendo, Negociando e Comprando. É um ciclo vicioso, e até que você deixe esse mundo, você não pode negar este fato. Nós sempre estamos em busca daquilo que queremos, e faremos o que for preciso, de acordo com os nossos princípios ou não, para alcançarmos o que tanto desejamos. Então, não importa o que você faça, você é um grande vendedor, que deve conquistar e influenciar os outros a sua volta para conseguir aquilo que quer. Mas o grande problema com tudo isso, é que nós somos orgulhosos, não gostamos de perder, e quando se trata de dinheiro então, menos ainda. Quando disse que no negócio da vida, não existe um lado mais vantajoso do que o outro, isso é medido pela ótica de cada um. Pois se estou vendendo algo, e agrego mais valor do que há, estou enganando a outra parte, mas consigo o que quero e a outra parte também, que pensa que fez um bom negócio, pelo valor, qualidade, confiança, relacionamento, enfim. Posso dizer que o vendedor agiu de má fé, e deve ser punido por isso, mas se tivesse a mesma oportunidade que ele teve, eu poderia ter feito pior. Poderia colocar vários outros exemplos aqui, mas quero que você comece a refletir sobre sua vida e o que tem feito com ela, perante a todos os negócios que você tem em andamento, como por exemplo: as suas relações pessoais, profissionais, emocionais, etc. E como você age, com as pessoas que não te trazem nada, não agregam valor algum, você simplesmente descarta, ou tenta ajudá-la a ser uma pessoa de valor? Lembre-se: a vida é um negócio muito lucrativo, todos nós temos valores, e em alguns momentos, o nosso maior valor só é adquirido quando compartilhado com outros.

A vida é um negócio.

Achei.

largeConheço muitas pessoas que conseguem esconder a sua tristeza, e levar as coisas como se não importassem nada. E também, aqueles que expressam os seus sentimentos, diretos ou indiretos, felizes ou não. A verdade é que eu conheço muita gente, e talvez poucos me conheçam como realmente eu sou, ou imagino que seja. Já me deparei com todo tipo de pessoa que você possa imaginar, com várias histórias emocionantes, e entre uma palavra ou outra, um conselho sincero de alguém que já errou na vida. Algumas palavras sábias chegaram em boa hora, antes que eu tomasse qualquer ação precipitadamente, mas a grande maioria chegou tarde demais. Mas nada do que ouvir de novo, e ser relembrado do que nunca se deve esquecer. E entre tantas realidades diferentes da minha, eu ainda não achei você. Quais serão os seus conselhos para mim, as histórias engraçadas que riremos juntos, os problemas que você enfrenta, os seus gostos, tipos, filmes e lugares. Quem sabe eu esteja perto, e essas andanças prestes a terminar, ainda não sei, mas a espera tem sido ruim, e se você for ansiosa como eu, vai me entender muito bem.

Achei.

A melhor conversa.

large-1É engraçado como nós acabamos acreditando nas coisas, mesmo sem você perceber, em algum momento da sua vida, você já pensou que podia fazer tudo, e que não haveria nenhum limite diante das suas habilidades. Simplesmente, você olha para o mundo a sua volta, e vê milhares de oportunidades com destinos tentadores, e outros não tão generosos assim, mas que infelizmente acabam se aproximando mais da sua realidade atual. Esse caminho de oportunidades é muito perigoso, pois você chega muito perto da “ansiedade”, e acaba entrando em um turbilhão de sentimentos, com extremos de alegria e tristeza, por coisas que talvez nunca irão acontecer, mas mesmo assim, você fica preso nas decisões que poderá fazer no futuro, e de como você poderá controlar elas agora para não sofrer depois. Que atire a primeira pedra, quem nunca foi tentado por esse mal, e que talvez ainda precise de ajuda para poder deixa-lo de lado e poder viver o agora. Somos aconselhados a conversar sobre os nossos problemas, e na partilha da nossa dor encontrar a solução, ou melhor dizendo, alguém que nos ouça. O engraçado não é só acreditar que possamos ser super-heróis, e fazer tudo o que quisermos, mas acreditar que não estamos sozinhos, quando na verdade sempre estivemos. Talvez, um dos segredos da vida é aceitar que sempre você estará sozinho, e não importa quão acompanhado você esteja, porque tudo vai passar, e só restara você, e a melhor conversa que você fará em toda a sua vida, será com você mesmo, por isso, nunca desperdice esse tempo de silêncio, da qual você se colocará diante de você mesmo, e não há como fugir, mentir ou transferir a responsabilidade, pois só haverá você e você.

A melhor conversa.

O Homem da Caixa.

largeHavia um homem que morava dentro de uma caixa, e por mais que soubesse do mundo fora dela, insistia em continuar vivendo ali. Os seus dias variavam como o tempo, as vezes vivia tempos de alegria, e quando esses momentos pareciam eternos, os céus da sua caixa ficavam nublados novamente, tanto por forças externas sem controle, como pela sua própria força. Apesar de muitos rumores, o homem que vivia na caixa, era sempre sorridente e seguia sua vida com toda alegria e satisfação possível e impossível para um simples homem. Ele tinha um jeito estranho de sempre dizer “nós” ao invés de “eu”, pois não sei se era evidente para ele, mas sempre esteve sozinho em toda sua vida ali dentro. E apesar dos dias de tristeza, parecia que ele não queria sair dali, não por medo de viver o mundo que o esperava fora da caixa, mas por ser cuidadoso e não cometer os mesmos erros do passado. Talvez seja por isso, que apesar de procurar algumas brechas, a caixa tinha um jeito misterioso de mantê-lo ali dentro. Mas mesmo com os seus mecanismos de proteção, ele tinha o total controle sobre ela, mas por algum motivo não o usava. Sejam quais forem os motivos do Homem da Caixa, o importante era que ele sempre estava disponível para te ajudar, e até mesmo ali dentro, conseguia inspirar, transformar e vencer.

O Homem da Caixa.

Direção certa.

largeHá muitas verdades abaixo dos nossos olhos, pena que não temos coragem de assumi-las. Sabemos o que fazer, mas esperamos o momento em que tudo possa ser resolvido sozinho, assim de uma noite para o dia. Ficamos Iludidos em nossos avanços e o usamos para testificar a nossa grande capacidade de vencer, e fazer o que for preciso para crescermos, assumindo toda responsabilidade, para sermos vitoriosos em todos os riscos e acabar com o sentimento da perda. Desenvolvemos em nós a persistência como de um atleta, que focado em seu treinamento, não desiste perante problemas corriqueiros, mas convicto em seus objetivos, traça estratégias e frieza dentro de si para poder ser forte e vencer. Deve haver um ponto de partida, para que possamos saber para onde vamos e se errarmos o caminho, para onde temos que voltar e começar novamente. A nossa falha consiste em não sermos humildes para reconhecermos o nosso erro, e pedir perdão pelos erros cometidos até então. Mas quando assumimos as rédeas das nossas ações, criamos um mundo totalmente novo a cada momento, abrimos oportunidades que nos transformam, passamos a ser verdadeiros com nós mesmo e com as pessoas que nos cercam, e percebemos que todos planos que traçamos sozinhos, ao pensar que apenas com a nossa capacidade seria realizado, é provado mais uma vez, que andávamos com os pés nos ares vislumbrando o nosso destino que nunca chegaria. E é nesse momento que descobrimos que sempre houve uma mão do nosso lado, pronta para nos tirar desse tormento de não chegar ao lugar algum.

Direção certa.

Viajante.

 

Imagem

Eu não me recordo de como eu entrei nesse ônibus e nem de como era a minha vida antes, só sei que estou viajando nele desde que me conheço por gente. Uma das certezas que eu tenho inclusive, é que eu amo as pessoas que estão aqui comigo, são pessoas excepcionais e espero que um dia você conheça cada uma delas. Não tenho o que reclamar dessa minha vida de itinerante, apesar de algumas peculiaridades, como a música horrível que o motorista ouve, é sério, são tão ruins que dão vontade de chorar, mas ele sempre desliga o rádio quando começamos a cantar em capela, ele não admite, mas eu sei que ele ama a nossa música. Eu não sei quando chegaremos no nosso destino, é meio misterioso para todos, as vezes ficamos horas fantasiando, mas sabemos que não importa o que aconteça, mesmo que tenhamos que terminar a viagem a pé, sabemos que chegaremos no nosso destino, não apenas um, mas muitos dos que viajam, pois um acaba ajudando o outro, e isso é muito bom, porque assim temos animo para continuar e se alegrar mesmo não tendo motivos. Infelizmente durante o nosso trajeto, temos que nos despedir de pessoas que amamos, não a motivos específicos, só vou entender elas quando acontecer isso comigo, pois o nosso trajeto, a viagem de cada um não pode parar, por causa daqueles que acabam ficando durante o percurso, mas acredito que um dia encontraremos eles, quem sabe, no nosso tão estimado destino. Passamos por uma parada e para mim restam apenas mais três, infelizmente essas pessoas que descem nem chegam a visitar as quatro, algumas apenas uma, ou duas, já ouvi relatos de pessoas que nem chegaram a viajar, mas já esperavam a sua entrada no ônibus e nunca tiveram chance de ser nosso companheiro itinerante. Cada parada que nós fazemos parece que dura uma eternidade, você tem a impressão que cada minuto é eterno e não percebe que o tempo passa tão rápido e já está na hora de retornar ao ônibus e partir de novo. Por me comparar aos mais velhos, acredito que ainda tenho mais duas paradas, mas sinto que nós vamos chegar mais rápido do que imaginamos em nosso destino e nem chegaremos aprovar os desejos e sabores das outras paradas, parece que algo está para acontecer a qualquer momento e será muito bom, trará grandes alegrias ao meu coração.  Sinto que o meu destino é o meu lar, meu verdadeiro lar, onde lá eu encontrarei todo o descanso da qual o meu corpo e a minha alma necessitam. Apesar da vista ser maravilhosa da janela, amo a comunhão que eu tenho com as pessoas do meu ônibus, até mesmo aquelas que acabam entrando nas paradas e vão ficando conosco durante a viagem. Durante essa vida de viajante, aprendi que certos questionamentos estão além do meu entendimento, então decidi apenas confiar e esperar naquele que tem nos protegido desde a nossa partida e que nos acompanhara até o seu encontro. Bom, tenho que ir. Quem sabe na próxima parada eu escrevo para dizer como vão as coisas. Até, logo.

Viajante.